9 anos de muita saudade + muita impunidade

Lá se vão 9 anos que um tiro disparado do alto de um prédio na Rua Sílvio Romero na Lapa levou deste nosso planetinha nosso Querido Vitinho.

Saudades no nosso coração bate todo dia.

O Rio de Janeiro melhorou? O autor do disparo foi preso?

Não. Nada mudou, acreditamos que até piorou. Pessoas inocentes como o Vitinho morrem todos os dias na nossa cidade e infelizmente não há perspectiva de melhora deste quadro.

Culpados somos todos. A polícia não tem estrutura para investigações, salários baixos, motivação baixa, é fisiológica e protege seus pares quando estes cometem crimes e a própria população confia muito pouco nela.

A Comissão que acompanhou o caso até seu arquivamento, e mantém esperanças que novas provas surjam para sua reabertura, tem suas suposições, há indícios fortes de que os moradores sabem quem foi, mas todos se escondem de depoimentos oficiais com medo ou cumplicidade ao assassino. É triste saber que no nosso Brasil tem gente que pensa assim, que jovem na rua bebendo cerveja e ouvindo música na madrugada tem mais é que levar um tiro.

Pobre Vitinho que após um ano de muito estudo resolveu numa quinta-feira ir comemorar com amigos na Lapa uma nota alta no fim do curso de Engenharia Naval.

Pobre Rio de Janeiro que vai dia a dia perdendo seus jovens.

Pobre população que tem medo de denunciar os assassinos que andam soltos.

Que Deus ilumine e dê força aqueles que ainda tem coragem de lutar pela verdade e contra a impunidade.

A Comissão da UFRJ, que acompanha o caso, segue em vigília.

Aqui pelos comentários você pode fazer sua denúncia, entregar o nome do autor do disparo, enviar o que sabe sobre o caso. Os melhores canais são o e-mail, os comentários e nossa caixa postal.

Não temos mais nenhum vínculo com a delegacia que investigou o caso, apenas reunimos provas para dentro das possibilidades reabrirmos o caso, buscando o apoio de pessoas sérias e isentas para isso.

Se você sabe de algo nos ajude.

Vitinho, que um grande abraço de todos os teus amigos que não deixaram de lutar por justiça chegue até ti aí no infinito do cosmos.

Tua alegria faz falta neste planeta.

COMPARTILHEM!

Vitinho_9anos

Anúncios

8 anos de muita saudade e muita impunidade!

E lá se vão 8 anos de muitas saudades.
8 anos também de muita impunidade.
8 anos que o Vitinho partiu.

O que esperar de um país onde a inércia e o corporativismo policial protegem um assassino que atira covardemente em um menino do alto de um prédio?
O que esperar de um país em que moradores de um prédio protegem este assassino, por achar que o samba fazia barulho então bem feito pro garoto?

Nessa história, quem não é cúmplice, tem medo.

Só a coragem nos salvará na construção de um mundo melhor!

Nossos canais de denúncias seguem no ar. Você que sabe quem deu o tiro que matou nosso Querido Vitinho pode com sua coragem reabrir as investigações!

Compartilhem!

Notícia que saiu na Veja Rio na semana do assassinato. Laudos indicaram com 100% de certeza que o tiro partiu do prédio situado na Rua Silvo Romero número 8 na Lapa. Quem apertou esse gatilho?

Notícia que saiu na Veja Rio na semana do assassinato em janeiro de 2009. Laudos indicaram com 100% de certeza que o tiro partiu do prédio situado na Rua Silvo Romero número 8 na Lapa. Quem apertou esse gatilho?

7 anos de impunidade!

7 anos de Impunidade.

Hoje, 20 de Janeiro de 2016, fazem 7 anos que nosso querido Vitinho partiu.

O inquérito policial encontra-se arquivado até que novas provas surjam e ele possa ser reaberto.

Há aqueles que sabem e tem medo de falar um pouco mais do que já disseram.

Há aqueles que protegem um assassino que dá um tiro covarde do alto de um prédio em jovens ouvindo música na rua.

Ainda temos esperança que a coragem de alguém um dia possa colaborar com a justiça dos homens, falar aquilo que sabe e tem medo de dizer, para reabrirmos as investigações.

A única certeza que temos, sobre o assassino que deve nos ler por aqui, é que da Justiça Divina este não escapará.

Tirou a vida de uma pessoa de bem e que faz muita falta a esta humanidade doente, na qual nossos jovens perdem seus futuros vítimas da ignorância dos homens e suas armas de fogo.

CaboFrio0407 035

Seis anos de impunidade!

O telejornal de hoje trazia mais 3 mortes por “balas perdidas”. Imagino outras tantas não noticiadas. Muitos microfones, famílias indignadas e a polícia iniciando as investigações. Depois o noticiário muda de assunto, aparece um novo caso e a polícia arquiva o velho inquérito por falta de provas e abre o inquérito da semana. E assim vamos alimentando as estatísticas em que 95% dos homicídios neste país ficam por isso mesmo.

Até quando seremos o país da impunidade?

Vejam o caso do Vitinho. A perícia no inquérito deu 100% de certeza que o tiro partiu do prédio. Até hoje a polícia não descobriu nada. Nós pelo site, por algumas denúncias anônimas, e no dia do nosso ato em outubro de 2009, temos certeza que moradores sabem quem foi o autor do disparo, mas todos tem medo de falar. Todos dizem nos depoimentos não saber de nada. Por quê tanto medo? Quem será este assassino que todos temem?

Onde está você?

Onde está você?

 

10 de Outubro – O dia em que a saudade bate ainda mais forte

10 de Outubro é o aniversário do nosso Querido Vitinho. É o dia em que aquela saudade que sentimos todo dia bate ainda mais forte. Seria dia de comemorar, de dar aquele abraço apertado no nosso amigo que foi sempre vida, sorriso e alegria. Há fé e certeza que ela está bem em sua viagem sideral pelo cosmos. Mas há também indignação por saber que o Vitinho é um número estatístico assombroso de 95% de inquéritos abertos e sem solução. De assassinos impunes num país de impunidade. Que aqueles que sabem, que aqueles que investigam, um dia tenham coragem de dizer o que sabem, de fazer com retidão o seu trabalho.

Deixamos a seguir um poema, escrito pelo irmão do Vitinho, que diz muito e emociona.

Um grande abraço na noite da saudade
   Para o meu irmão Vitinho
Quero nesta noite
desprender-me do meu corpo
e ir até aí te dar um abraço.
Visitá-lo em algum lugar do espaço
onde os bons constroem morada após partir.
Fostes cedo demais.
Viveu relâmpago por aqui
com amor, alegria e paz.
E agora segue
rumo ao infinito
para viver ainda mais.
Para fazer navios,
esquiar montanhas,
surfar ondas e içar velas,
agora em mares siderais.
Aqui
fizestes o que lhe coube
de coração aberto e fraterno.
O que aprendeu ensinou.
Levou consigo,
o amor,
o abraço das pessoas,
o carinho,
um sorriso (inesquecível),
as flores,
lembranças,
bons momentos.
Levou só
o que trazia
e conseguiu carregar
aí dentro
deste imenso coração.
E deixou um mar de saudades
para inundar a cidade.
No último samba da madrugada
uma bala achada na Lapa.
Numa janela? Na garagem do prédio?
Onde se esconde teu assassino?
Você tombou
te acudiram os amigos
forte como um touro resistiu
quatro dias.
Isso só para juntar todos
e ir se despedindo.
Fez cada um compartilhar histórias
lembrar momentos contigo
rir, chorar
e você lá,
dormindo o sono dos justos,
firme e forte
mostrando tua força de superação.
Cumpriu dia a dia
a tua missão.
Nesse mundo tão pequeno
para o qual foi tão bom.
Navega em paz irmão.
Feliz na imensidão.
Faz festa com nossa mamãe
aconchegando toda a saudade.
A tua e a nossa.
Presente numa certeza
chamada de eternidade.
Me dê cá um abraço.
Conversa comigo.
Bussúla o meu caminho.
Já nasce o sol
na cidade adormecida.
Preciso voltar.
Plano meu espírito
num vôo noturno
sobre a cidade.
Do alto vejo
toda a sua pujança desordenada
de prédios, casas, favelas,
de lixo, a baía poluída
e reconstruo nossa vida
nesta terra perigosa
de São Sebastião.
E te trago comigo
ainda mais vivo
aqui dentro do meu coração.
Vitinho_Transararuama

20 de Janeiro de 2014 – 5 Anos de Saudades e Impunidade!

20 de Janeiro de 2014 - 5 Anos de Saudades e Impunidade!

O que podemos dizer no dia de hoje, que fazem 5 anos da partida do nosso Querido Vitinho?

Da nossa saudade, do silêncio dos moradores do prédio, do assassino escondido e covarde que deve nos acompanhar por este site (torcendo para que nunca seja descoberto), do inquérito criminal que corre pela 7.a DP, de nossas cobranças junto ao Ministério Público?

Enfim, após 5 anos, tudo nos leva crer que, infelizmente, ESTE É O PAÍS DA IMPUNIDADE.

No fundo, todos nós temos uma parcela de culpa por esta impunidade. Quando não cobramos, quando sabemos de algo e nos omitimos, quando não nos solidarizamos com a luta que parece ser dos outros, mas no fundo é de todos nós.

O Vitinho alegre da foto, dando aula gratuita de vela para crianças em Cabo Frio no projeto UFRJMar temos fé que partiu para um lugar melhor. Mas acreditamos que nós, que aqui ficamos, temos missões como a de tornar este mundo um lugar melhor para todos.

Nossa luta, não trará o Vitinho de volta, mas trará segurança e justiça a todos que vivemos nesta terra perigosa de São Sebastião. Nossa luta, é no fundo para proteger as pessoas de bem que estão à mercê de um assassino covarde que atira a esmo do alto de um prédio no escuro da noite na direção de jovens que cometiam como único pecado escutar música na rua na madrugada.

Pensem nisso. Vitinho era uma pessoa do bem, alegre, que se formava Engenheiro Naval, que ajudava as pessoas, e que muitas coisas boas estaria fazendo neste mundo se não tivessem prematuramente tirado dele o direito de viver.

Só nos resta neste dia, lembrar dele com muitas saudades e ficar MUITO INDIGNADO diante destes 5 ANOS DE IMPUNIDADE! E sonhar que a verdade e a justiça, que já tardam, não falhem.

Continuamos na luta e contamos com sua ajuda. Você que sabe de algo, por favor, não silencie.

Att. Comissão da UFRJ

(Divulgue, Compartilhe, Publique na Mídia. Isso pode nos ajudar muito.)

Vitinho “28”

Uma das coisas que mais nos entristece é ter a certeza, após algumas denúncias recebidas, de que pessoas sabem quem deu o tiro que levou o nosso querido Vitinho.

Essas pessoas tem medo de nos revelar nome e apartamento. Por quê?

Entendemos que as pessoas tenham medo de uma possível retaliação de quem cometeu tal ato. Sabemos da dificuldade em nossa sociedade em se confiar na polícia e nas instituições. Mas o fato é que saber de algo e se omitir é proteger um assassino. É compactuar para que a justiça nunca seja feita. E consequentemente é colocar em risco a vida dos que aqui continuam, e estão convivendo com alguém capaz de cometer tal ato de barbaridade e covardia contra um inocente.

Voltamos a pedir de coração que se você sabe de algo que possa nos ajudar, que denuncie de forma clara e objetiva o que sabe.

Utilize o comentário do site, o e-mail ou a nossa Caixa Postal por meio de uma carta anônima. A Comissão da UFRJ que acompanha o caso está cercada de pessoas de bem e cuidaremos com total sigilo da sua denúncia.

Vitinho hoje faria 28 anos.

Saudades eternas de uma pessoa muito do bem e da qual o sorriso e alegria contagiante sempre farão muita falta neste mundo.

 reveillon 2009 030


Anúncios
fevereiro 2018
S T Q Q S S D
« jan    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728  

Atualizações Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.